Novo piloto da Renault na F1, Carlos Sainz Jr. diz que “carro rebaixado é perda de tempo”

09 11 2017

Filho de um dos maiores pilotos de Rally que o mundo já viu, Carlos Sainz Jr. é um piloto de Fórmula 1 de apenas 23 anos que acaba de deixar a equipe Toro Rosso para tentar uma competição mais justa ao lado da Renault. Na semana do GP de Interlagos, ele veio ao Brasil em um evento promovido pela cerveja Estrella Galicia (que eu particularmente prefiro chamar de Estrella Delícia), para o qual humildemente fui convidado…


Foto do portal Velocidade.org

Durante a coletiva muitos se perguntavam como Carlos Sainz Jr. se sairia na nova equipe, após uma acensão usando os carros da Toro Rosso. Muito se especula em torno do nome do jovem piloto, além de que ele um dia se torne um rival à altura de Hamilton, que já é o campeão da fórmula 1 nessa temporada.

Após as perguntas que seguiram sobre seu novo time e sobre suas expectativas, a entrevista começou a se tornar mais pessoal, abandonando a ideia de que um atleta do mundo automotivo deveria responder sobre o seu universo movido à 4 rodas. Então, pra fugir um pouco da formalidade perguntei:

– Carlos, sabemos que carros de Fórmula 1 são baixos, praticamente colados ao chão, a fim de otimizar o que se trata sobre controle e aerodinâmica. Aqui no Brasil, temos um movimento que se chama Projeto de Lei Paul Walker, formada por motoristas de carros populares que lutam pelo direito de rebaixar o seu carro, então eu queria saber a sua opinião: Carro rebaixado é crime?

Após uma rápida tradução da pergunta para que o piloto espanhol entendesse, ele respondeu:

– Bem, na Espanha nós não temos muito esse costume de rebaixar os carros, quando fazemos algo do tipo é um tunning completo, mas na maioria das vezes deixar o carro próximo do chão é uma perda de tempo. Na pista de fórmula 1 faz sentido, mas na rua é completamente diferente, já que você tem que passar por irregularidades como buracos e aí não faz o menor sentido a ideia de aerodinâmica e controle. Além do mais, cada país tem a sua própria lei de trânsito, e eu recomendo que cada um siga a sua.

Infelizmente não tive tempo de fazer as outras perguntas que tinha preparado, obedecemos à uma rotatividade para evitar que alguém se abraçasse ao microfone e não soltasse mais, mas achei interessante o ponto de vista do Carlos Sainz Jr.

O vídeo da entrevista será disponibilizado em breve.

Espero na próxima oportunidade, levar um clássico adesivo “Fixa!” ou “Xora Boy!” para dar de presente como um suvenir automobilístico do Brasil.

E cabe aqui um agradecimento à Estrella Galicia que me fez o convite para a coletiva e que estava esperando à todos com muita cerveja gelada e um clima de proximidade entre todos os envolvidos.

Essa é a sua chance de comprar uma equipe inteira de Fórmula 1

21 03 2017

Estamos sempre acostumados a ver as equipes que encabeçam as corridas de Fórmula 1 e esquecemos que o campeonato abrange muito mais times. No entanto, a maioria deles hoje faz força pra continuar na competição, não é qualquer um que tem milhões pra gastar sempre que um carro da PT…

manor-racing-f1-car

Agora sabendo que o nível exige uma quantidade enorme de recursos, a Manor Racing, uma equipe que nasceu na F1 em 2010, está fechando as portas.

Acontece que no seu breve período entre as equipes mais rápidas do mundo, os caras tiveram uma quantidade absurda de revés. Morreram pilotos, pilotos de testes, colapsos financeiros aconteceram, empresas e patrocinadores deram no pé, milionários perderam milhões e por isso, eles não conseguirão dar sequência na sua historia e conseguir um hepta-campeonato em ultimo lugar.

manor-racing-f1-side-car

Então, se você é uma pessoa que quer gastar uma grana desenvolvendo seu proprio time na F1, é só ficar ligado na lista de itens que os caras estão se desfazendo em um leilão:

  • 4 chassis rolantes dos show cars das temporadas de 2015 e 2016
  • Modelo em escala 6:1 do carro de 2017, usado em testes em túnel de vento
  • Equipamentos usados na pit lane
  • Macacões e produtos licenciados em geral dos pilotos e membros da equipe
  • Equipamentos usados em engenharia, testes e inspeções
  • Itens consumíveis
  • 5 volantes de Fórmula 1
  • Peças usadas nos carros de 2014, 2015 e 2016, incluindo três chassis, mais de 200 rodas, pneus, narizes,
  • Painéis, tampas do motor, asas traseiras, etc.
  • Dois trailers desmontáveis
  • Gazebos, banners, cases e gaiolas de transporte
  • Móveis de escritório e equipamento de tecnologia da informação

manor-racing-f1-traiers

Já pode ir atrás do seu sonho!

Vi enquanto pilotava pelo FlatOut!

Equipe de Fórmula 1 anuncia carro rosa para a próxima temporada

carro-rosa-na-f1

O anúncio foi feito pelo twitter nesse dia 14/3, a equipe Sahara Force India deve entrar para a próxima temporada da fórmula 1 com um carro todo pintado de rosa. Isso sem dúvidas é algo inédito na competição, mas o que muda? Basicamente nada. Olha só como ficou o carro:

Continue Lendo…

O Peixe Urbano me levou pra assistir ao meu primeiro GP de Fórmula 1 em Interlagos.. e foi DEMAIS!

16 11 2015

Lembro que quando criança eu era OBRIGADO a acordar aos sábados e domingos de manhã, sem essa de ficar até tarde na cama, já que minha mãe e avós não curtiam muito a famosa VAGABUNDAGEM, como chamavam. Mas não reclamavam também que eu passasse as horas seguintes com a cara enfiada na frente da televisão. Como eu não tinha muito o que fazer nesse período, a não ser brincar de lego com meu irmão, nós dois ficavamos pela sala de casa mesmo, acompanhando tudo o que se passava na Globo, canal em que os adultos deixavam no modo automático pra ir fazer outra coisa…

f1

Foi mais ou menos nessa epoca que comecei a acompanhar esportes que não o famoso futebolzinho de quarta-feira, coisas como volei e basquete ainda eram coisas novas pra mim, mas o que mais chamava a atenção eram os roncos dos motores da Fórmula 1, eu nem entendia pq eles não tinham o mesmo barulho que o monza bordô de um dos tios, mas achava fantástico imaginar que eles podiam sair voando a qualquer momento quando o Galvão Bueno avisava que um dos pilotos tinha quebrado uma das asas… E devo confessar aqui que quase chorei quando vi o Rubinho dando passagem pro Schumacher no fatídico dia do HOJE NÃO, HOJE NÃO, Hoje sim…

Depois dessa fase eu desenvolvi uma vontade incontrolável de assistir de perto uma corrida de F1, coisa que pra um muleque nascido em Palhoça era praticamente impossível.. O tempo passou, me mudei da casa dos meus avós, depois mais duas vezes e agora, uns 15 anos depois, quase não acreditei quando os amigos do Peixe Urbano me ligaram oferecendo ingressos pro GP que ia rolar em São Paulo… VELHO, QUE NEGÓCIO INCRÍVEL, valeu demais meu irmãozinho!!!


Uma foto publicada por Igor Seco (@igorseco) em

Então foi a hora de chorar por não estar com meu boné da McLaren e ir aproveitar um fim de semana torcendo pra ver o alonso MASSACRAR os oponentes em Interlagos… Mas bem… A vida nem sempre é como a gente quer que seja… Essa temporada não tá lá muito fácil pro alonsinho… Então foi o jeito torcer pelos brasileiros, com Massa largando em oitavo e o Nasr em décimo primeiro…

No domingo resolvi chegar cedo, queria aproveitar cada momento. Peguei o trem e fui andando até o autódromo, quando me encontrei com um grupo enorme de pessoas no mesmo caminho e senti o cheiro de protetor solar, como uma prévia do que vinha por aí (sério, tem que levar e eu vacilei muito de não ter levado uahuhahuahua), chegando lá encontrei o pessoal do Peixe Urbano e ficamos um pouco do lado de fora esperando quem faltava chegar, a sede bateu e encostei num boteco que tava rolando um churrasco, quando percebi tinha ficado 3 horas ali comendo carne e tomando cerveja (como essas coisas boas fazem o tempo passar rápido, né?)


Uma foto publicada por Igor Seco (@igorseco) em

(devo deixar aqui minha indignação por quem coloca cebola na churrasqueira)

Na entrada tava só alegria, comprei uns bilhetes de cerveja, hotdogs e fui pro meu lugar que ficava no Setor V esperando a corrida começar, quando ouvi o barulho dos carros acelerando e passando na frente da arquibancada eu nem acreditei… primeiro… CADÊ O BARULHO? Comecei a questionar e me contaram lá que antes era impossível até conversar durante a corrida, isso ajudou a me acalmar, afinal, uma tarde com amigos bebendo em silêncio é uma tarde perdida, mas pra ajudar eu fiz um vídeo dublando o som dos motores…


como o ronco dos carros da F1 tão mt baixos eu fiquei dublando, mas ficou com um certo delay e tal

Um vídeo publicado por Igor Seco (@igorseco) em

Eu pretendia tirar umas 300 fotos, mas depois desse vídeo levantei pra ir no banheiro e assim que levantei meu celular saiu voando do meu bolso e caiu uns três lances de cadeiras pra baixo, ficou praticamente inutilizavel e eu decidi guardar tudo nesse nosso HD que chamamos de cérebro… Triste, porém feliz, pq na hora em que o Maldonado fez isso, eu tava concentrado na pista:

AuHAUhAUhAAhauhAuhAUhAH Poco maluco esse Maldonado… As pessoas até vibraram com essa…

A corrida acabou com o mais esperado, Rosberg em 1º, Hamilton em 2º e Vettel em 3º e eu finalmente tive um dos meus sonhos de infância realizados ao ver uma corrida de F1 ao vivo, certeza que ano que vem to lá de novo! Mas na boa… vou ver se consigo pegar uma bicicleta pra correr no lugar do Massa… quem sabe faço melhor…

Pedro Piquet capota 9 vezes no GT3 CUP em Goiânia e escapa (quase) ileso

21 09 2015

O Pedro Piquet é uma daquelas apostas do automobilismo brasileiro, como acontece com o Bruno Senna. Atualmente compete no GT3 Cup correndo com seu Porsche 911.

Na prova desse dia 20/09 ele seguia a corrida normalmente, quando recebeu uma tentativa de ultrapassagem do Ricardo Baptista, que errou na entrada da curva e acabou forçando demais as coisas e em alta velocidade, empurrou o Pedro Piquet pra fora da pista, que chegou de lado no gramado e não teve muita sorte em controlar o carro depois disso…

Esse é um dos acidentes mais absurdos que já aconteceram no automobilismo brasileiro, sério, o 911 do Pedrinho girou 9 vezes, NOVE. E mesmo assim, nesse dia 21 ele já recebeu alta do hospital, o sortudo só ficou com alguns ferimentos de leve, alguns hematomas, mas nada que vá acabar com o sonho dele de terminar a GT3 Cup esse ano.

porsche-911

Depois de tudo isso o fera ainda teve a calma de chamar o acidente de “pequeno susto”, esse aí tem o espirito.


Tudo certo pessoal, pequeno susto estou otimo aqui. Obrigado por todo o apoio. @piquetsports

Uma foto publicada por Pedro Piquet, Brasilia (@pedropiquet1) em

Desabilitado © 2017 - Na 4x4 a gente voa
Feito no Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro